Por que os cachorros cheiram os outros “naquele lugar”?

Por que os cachorros cheiram os outros “naquele lugar”?

Saquinho de supermercado no bolso, fone no ouvido e coleira na mão… Está na hora de levar seu cachorro para passear. Aí você está lá, todo contente e alegre, quando dá de cara com outra dupla homem-e-melhor-amigo.

Óbvio que sua primeira reação é temer uma batalha entre cães, mas na hora que ficam frente a frente, os bichos dão aquela boa cheirada no “bumbum” um do outro. Você e o outro dono dão algumas risadas, puxam as coleiras e vida que segue. O mais surpreendente, entretanto, é que fazendo isso o seu pet descobriu muito – mas muito mesmo – sobre o outro animal.

Conhecidos por terem um olfato muito mais aguçado do que o humano – cachorros têm o sentido mais desenvolvido de 10 a 100 mil vezes –, um novo vídeo da American Chemical Society  discute sobre o ato.

Mostrando o quão importante para o cachorro pode ser essa ação, pesquisadores chegaram à conclusão de que esses animais são capazes de descobrir uma série de características cheirando a região do ânus do ‘colega’, como por exemplo: gênero, estado emocional, dieta, idade e muito mais.

A comunicação química se dá por meio de uma glândula especial, chamada de órgão de Jacobson. O aparelho biológico ignora os odores inúteis – como o cheiro de fezes – e encaminha todas as informações químicas diretamente ao cérebro, possibilitando ao animal o conhecimento sobre seu amigo com uma boa fungada.

Há ainda a opinião de que praticamente tudo o que um cão precisa saber de outro está no ânus. Naquela região se encontram as glândulas anais, que produzem um líquido de cor castanha de cheiro forte. O odor fornece a outros cachorros informações preciosas, como a raça, se é macho ou fêmea e, especialmente, o estado de espírito do animal, explica a médica veterinária Karine Evangelho.

“Funciona como se fosse uma espécie de carteira de identidade animal”, exemplifica. A comunicação canina é feita pelo olfato de duas maneiras: pela eliminação de aromas específicos nas fezes, urina ou secreções glandulares e também pelo cheiro de seu próprio corpo.

Essa comunicação usa mensagens químicas chamadas de feromônios. E, quem diria, saber porque um cão cheiro o rabo do próximo explica também uma famosa expressão em português.

Cachorros muito submissos tapam completamente suas glândulas anais, para evitar que os outros sintam seu cheiro. Ou seja, saem por aí literalmente com o rabo entre as pernas. E o contrário também é verdadeiro: quando um cão deseja demonstrar autoridade, levanta o rabo para exalar mais cheiro, explica Karine.

Nos grupos, a identificação do líder é feita justamente por esse processo. O animal abana o rabo para mostrar que é o dono do pedaço. “Porém, se não existe relação de liderança, eles se cheiram, reconhecem-se, mas não abanam o rabo”, conta a veterinária.

Então da próxima vez que isso acontecer você vai saber o porque! Mas não é garantia de que você não fique constrangido. kkkkkkkkkk

fonte: http://noticias.terra.com.br/educacao/vocesabia/noticias/0,,OI3247298-EI8399,00-Por+que+caes+cheiram+o+rabo+uns+dos+outros.html e http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2014/07/entenda-por-que-cachorros-cheiram-outros-cachorros-naquele-lugar.html