Férias em família? Porque não incluir seu peludo?

Férias em família? Porque não incluir seu peludo?

As férias estão chegando e pra quem é apaixonado pelo seu pet surge um dilema: Com quem ou como fica o pet? Às vezes é assustador pensar que você vai viajar e deixá-lo em uma gaiola com pessoas que ele não conhece, ou ainda levá-lo para casa de um parente, por mais que essa pessoa adore animais.

Não temos dúvidas, existem muitos hotéis específicos para pets com atendimento de qualidade e de responsabilidade. Aquela sua “tia” pode cuidar muito bem dele, sem dúvida, mas acreditamos que você e ele ficarão muito mais felizes se passarem esse tempo juntos.  Queremos tê-los sempre por perto, e porque não levá-lo para aproveitar as férias? Pesquisamos algumas opções para quem quer levar seu bichinho junto nas férias.

Antes de tudo precisamos esclarecer, você tem a possibilidade de viajar pelo país e levar seu pet. Porém há algumas diferenças que queremos explicar, mesmo assim não se pode deixar de entrar em contato com o estabelecimento e esclarecer dúvidas. Há algumas épocas em que por causa do movimento não são aceitos animais.

Bem, vamos ao que interessa: existem acomodações em hotéis ou pousadas que “aceitam animais” e lugares “Pet Friendly”. Em geral os “hotéis e pousadas que aceitam animais” pode significar, que disponibilizam um canil para que o animal seja deixado, ou os animais tem que andar no colo o tempo inteiro, não podem ficar sozinhos no quarto, neste caso como o dono vai tomar café da manhã se não houver áreas comuns? Devemos pensar nos detalhes, claro que você não vai passear e deixar seu bichinho trancado em um quarto de hotel, mas é necessário que haja áreas de convivência comum.

Contudo, descobrimos que há lugares “Pet Friendly”, amigos dos pets, esses hotéis e pousadas geralmente vão além do aceitar, possuem kit de boas vindas com petiscos e caminha, áreas comuns para refeições, os animais podem ficar no quarto, espaços com bebedouros e lixeiras para descarte de dejetos, pessoal treinado, além de convênios com pet shops e veterinários.  Há lugares que possuem até atividades programadas para animais e donos.

Apesar de todas essas facilidades que alguns lugares oferecem não podemos esquecer-nos do “Kit Básico”, é necessário verificar se as vacinas estão em dia e levar os objetos de uso do seu animal, caminha e/ou cobertor, ração, potes de comida e água, itens de higiene como toalha caso ele se molhe, lenços umedecidos para emergências, tapetes higiênicos, saquinhos para dejetos, brinquedos e medicamentos, caso necessário. Não é educado usar os itens de uso dos hóspedes como toalhas, lençóis e etc… para o seu animal, devemos lembrar que nem todos gostam de animais, portanto deve-se minimizar o incomodo aos outros hóspedes. Não esqueça do comportamento, se é a primeira viagem do seu pet pode ser legal ter algumas aulas com adestrador e ainda tentar diminuir o período, um final de semana para começar.

Pesquisando descobrimos que o buscador de hospedagem Booking possui em torno de 1.000 estabelecimentos cadastrados em todo o país. Quando fizer a busca pelo lugar que você quer visitar basta selecionar em “comodidades”, opção “aceita animal de estimação”. Porém lá vai a recomendação, entre em contato com o estabelecimento e verifique as condições de hospedagem e exigências para aceitação, afinal alguns animais podem ser barrados ou não acostumar-se a condições diferentes das que tem em casa. Fique atento, pois há a possibilidade de ser cobrada taxa de estadia do animal, sempre é bom perguntar.

Há também como opção um site muito legal o Turismos 4 Patas que classifica e recomenda os lugares “pet friendly”. O pessoal faz um trabalho qualificado, um representante vai até o estabelecimento e verifica os requisitos para cada categoria e avalia. Infelizmente ainda não tem estabelecimentos cadastrados aqui no sul, mas em breve acreditamos que teremos. Sabemos que a consciência das empresas tem mudado afinal antes os lugares que aceitavam animais não divulgavam, com medo que outros hóspedes fossem afugentados. Hoje esse tipo de classificação torna-se diferencial.

A revista 4 Rodas criou um guia que poderá ajudar a tirar dúvidas e dá dicas muito úteis. Você pode fazer o download aqui, não esqueça de consultar o veterinário antes de viajar, agora é só resolver o destino e boas férias com seu peludo.

O Tudo Pro Pet deseja ótimas férias!